domingo, 1 de dezembro de 2013

Meme Literário de Um Mês 2013 - Dia 01



Dia 01 - Se você leu algum livro hoje, cite um trecho; se não leu, cite algo do livro que estiver lendo.

Faz uma vida que não escrevo aqui, mas não resisto a um bom meme literário. Então vamos espanar a poeira e começar a preparação, porque se tudo der certo, os posts serão diários...pelo menos até o final de 2013.

Neste domingo eu terminei de ler Blood Rites, livro 06 da série The Dresden Files. O problema é que eu li no kindle e não tenho o hábito de anotar coisas no kindle (nem em livros de papel, mas o papel é mais fácil de folhear), o que dificulta um pouco quando quero procurar algo. Na verdade, 'um pouco' é elogio, eu simplesmente não encontro nada. Então, aleatoriamente:

"I wanted to kill her. A lot. I hadn't ever felt that before - a sudden surge of fury, contempt, and disdain mixed in with a physical excitement only a few degrees short of actual arousal. It was nothing that tame and limited. It was force, a dark and vast tide that picked me up and swept me along like a Styrofoam packing peanut. And I liked it".

A série The Dresden Files é uma das minhas preferidas. Escrita por Jim Butcher, tem 15 livros publicados até agora (o 16° deve sair em 2014) e eu ainda estou no sexto, ou seja, tenho muito chão pela frente. Mas é o tipo de livro que me faz bem. Toda vez que estou empacada com a leitura de um modo geral, posso contar com algum dos livros da série para me fazer tomar gosto pela coisa novamente. Os personagens são fascinantes e o universo onde a história se passa é rico e inovador.

Sim, é uma fantasia urbana que mexe com o sobrenatural, bruxos, magos, vampiros (três cortes diferentes, cada uma com uma característica própria, mas todas fatais), demônios, lobisomens e todo o restante de criaturas que vocês possam imaginar e que povoam as fantasias urbanas e ainda assim é inovador. Passa longe de qualquer outra coisa que eu já li do gênero e o personagem principal, Harry Dresden, é um sujeito tão rico para se acompanhar que é impossível não se apegar ao personagem.

Cada vez que termino um dos livros da série The Dresden Files tenho que me segurar para não ir direto para o próximo, caso contrário eu colocaria o mundo em stand-by, porque quando começo não consigo largar. Simples assim.







5 comentários:

batatatransgenica disse...

vou procurar pra ler :)

bem-vindos-a-bordo.com disse...

Não conhecia os livros desse autor. Valeu a dica. :-)

pensamentosinsones disse...

Não conhecia esta série, já anotei aqui. A propósito, acabei de ler o e-mail do Goodreads com os vencedores de melhores do ano pelos leitores, e outro livro desta série ganhou.
https://www.goodreads.com/choiceawards/best-books-2013?utm_campaign=winners&utm_content=logo&utm_medium=email&utm_source=GRCA_2013

Bruna Guerreiro Martins disse...

hummmm, acho que vou gostar.

Mica disse...

Vão por mim, o cara escreve bem e os personagens são muito bem delineados e vão crescendo a medida que os livros vão passando. Eu não li um milhão de histórias de fantasia urbana, mas tenho a impressão, pelo que eu já li por aí, que ele tem uma visão bem particular e que foge do cliché geral.

Postar um comentário